quarta-feira, 19 de maio de 2010

Autênticos Ou Meros Atores

"trazendo à memória a fé não fingida que há em ti"
( 2 Timóteo 1:5).


Certa mulher, na porta de um hotel, viu o ator Robert
Redford caminhando pelo saguão. Ela o seguiu até a porta do
elevador e, com excitação, lhe perguntou: "Você é o
verdadeiro Robert Redford?" Enquanto a porta do elevador
estava se fechando, ele respondeu: "Só quando eu estou só."

A resposta do artista foi correta. Ele só era o verdadeiro
Redford quando estava longe do palco e das luzes. Em cada
lugar onde estivesse ele tinha uma personalidade, uma forma
de falar, de gesticular, de demonstrar quem ele era. Ele
representava o tempo todo.

E nós, filhos do Deus Altíssimo, temos sido autênticos ou
costumamos representar de acordo com a circunstância? O
Senhor nos diz que devemos ser santos da mesma forma que Ele
é santo. Temos demonstrado isso em nosso trabalho? Temos
confirmado esse comportamento na faculdade onde estudamos?
Temos falado como tais quando nos encontramos com amigos na
esquina próxima à nossa casa? Ou, como bons atores, temos
representado papéis diferentes em cada uma das situações?

O ator de nossa ilustração disse que só era verdadeiro
quando estava só. Precisamos levar em consideração que
jamais estamos sós. Deus está sempre ao nosso lado! E se
pensamos em ser autênticos apenas na presença do Senhor, não
podemos representar em nenhum dos locais citados acima. Deus
está conosco em todos eles!

Devemos amar como o Senhor amou, devemos estender as mãos
como Ele sempre fazia, devemos iluminar o local onde estamos
como costumava acontecer com o Senhor Jesus. Ele nos salvou,
nos deu uma nova forma de viver, nos enviou ao mundo com uma
orientação: "Seja sempre, em todo o tempo, em todo lugar, uma
bênção".

Sua vida tem sido real ou não passa de uma representação?


Pr. Paulo Roberto Barbosa
Do site - Escuro Iluminado

Nenhum comentário:

Postar um comentário