segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

2013


sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O arranha céu chinês e a torre de Babel

Em novembro, a China anunciou que vai construir o edifício mais alto do mundo, próximo ao rio Xiangjiang, na cidade de Changsha, sudeste do país. O fato que repercutiu na mídia de todo o mundo foi o tempo prometido para a duração das obras: 90 dias.

Com 838 metros de altura, o arranha-céu terá estruturas pré-fabricadas que agilizarão a construção. De acordo com o site da revista inglesa The Economist, tais estruturas são como peças de "Lego". A velocidade média anunciada pela famosa construtora BSB (Broad Sustainable Building) é de nove andares por dia – dez vezes acima da média de evolução das construções de arranha-céus pelo mundo.

A Economist elaborou uma lista, na qual o Empire State Building, de Nova York, foi a obra erguida mais rapidamente - demorou cerca de um ano.

Sky City One - Changsha (China)

O prédio ainda será construído na China em 2013 e deverá estar pronto em apenas 90 dias, ou seja, alcançará um duplo recorde tanto na altura quanto na velocidade das obras. Altura: 838m  Andares: 220  Tempo de construção: 90 dias

Gênesis 11.1-9


O relato de Gênesis acima conta a história da famosa Torre de Babel, um arranha-céu dos tempos bíblicos que enaltecia o homem, e não a Deus.

A construção teria sido erguida em Babel, corte da Babilônia, região célebre pela fertilidade e pela localização estratégica. De tão alta, daria a impressão de tocar o céu, alcançando alturas até então nunca imaginadas por uma obra do homem. Como Gênesis mostra, Deus não achou correto o homem se unir em um grupo tão forte a ponto de se achar auto-suficiente. Fez cessar a construção do grande templo que o homem erguia para ele mesmo e espalhou a espécie humana pela terra, com línguas diferentes, para que não pudesse novamente se reunir para o intento.

Gênesis descreve a construção como uma cidade vertical e autossuficiente, um grande complexo cujo cimo colocaria seus habitantes em uma posição privilegiada, segundo seus próprios olhos.



Babel, extremamente rica e poderosa, era como uma Nova York ou Londres dos dias atuais: cidades importantes e influentes na conjuntura mundial. Portanto, compreensível a pretensão dos babilônicos em construir aquela que chamaram Etemenanki (“Fundação do Céu e da Terra”).

Torres no formato descrito eram comuns em Sinar – área que ficava onde hoje é o sul do Iraque. Eram os chamados zigurates: templos com grandes bases, em formato geralmente piramidal, tidos como escadas pelas quais os deuses desciam à Terra, ou o homem subia ao Céu. Em ilustrações sobre a Babilônia, é comum ver a torre em espiral ao longe.

Mais do que uma alegoria para explicar a diversidade de línguas e culturas do povo terrestre, o exemplo da Torre de Babel não se resume a uma tentativa material de o homem sentir-se poderoso, mas a uma tentativa espiritual de chegar aos Céus sem a tão necessária ajuda dEle, sem aceitá-lo como o verdadeiro Senhor de tudo o que existe.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Minha ex-igreja - CONSELHOS ÀQUELES QUE PENSAM EM MUDAR DE IGREJA

Um náufrago foi encontrado dez anos depois em uma pequena ilha. Quando o capitão do navio de resgate chegou lá notou que havia três cabanas de bambu cobertas com folhas de coqueiro. “Por que três cabanas? Você não ficou aqui sozinho por dez anos?”, perguntou o capitão. “Sim, fiquei”, respondeu o náufrago. E completou: “Aquela primeira cabana é a minha casa e aquela segunda é a minha igreja”. “E o que é aquela terceira cabana ali adiante?”, insistiu o capitão. O magro e barbudo homem, com olhar de desprezo respondeu: “É a minha ex-igreja”

Pois é, essa pequena e engraçada história nos faz pensar na enorme quantidade de pessoas que trocam de igreja como se estivessem trocando de roupa. Assusta-me o fato de que inúmeros cristãos mudem de igreja com tanta facilidade. Talvez isso se deva ao pluralismo eclesiástico de nosso tempo, onde se é possível encontrar uma variedade enorme de igrejas que anunciam o evangelho de Cristo segundo o gosto do freguês. Isto se vê nitidamente nas pregações temáticas com palestras para empresários, endividados, adoecidos na alma, escravizados e etc.

Infelizmente, já vi casos de irmãos que com menos de 05 anos de caminhada cristã já passaram pelo menos por cinco igrejas. O interessante é que boa parte destes crentes migradores, ao chegarem a sua nova comunidade o fazem cheios de murmurações e reclamações quanto às comunidades passadas. No entanto, bastam alguns poucos meses de relacionamento com seus novos irmãos, para descobrirem de que essa igreja não é tão ungida quanto se pensava, e que a igreja do lado tem mais propostas a oferecer do que todas as outras que já passou.

Os que se comportam desta forma justificam suas saídas para uma nova igreja usando desculpas das mais estapafúrdias possíveis. Para estes, o problema é sempre dos outros, além obviamente de justificar seu afastamento afirmando que o pastor é fraco, que a palavra não é ungida, que o louvor não tem poder e que os crentes são falsos e cheios de pecados.

Caro leitor, vamos combinar uma coisa? Ainda que saibamos que algumas migrações eclesiásticas são absolutamente legitimas, temos que convir que boa parte destas não possuem o menor fundamento. O fato é que por vivermos em um tempo onde as relações são ralas e superficiais, as pessoas preferem voar como pássaros de igreja em igreja evitando relacionamentos mais íntimos e profundos do que serem confrontadas em seu modo errado de viver.

Isto posto, resolvi escrever algumas dicas àqueles que pensam em mudar de igreja:

Ore.
Analise os seus reais motivos.
O que será que está motivando a querer mudar de igreja?
Cuidado com as suas emoções.
Não é porque você se aborreceu com alguém que deve mudar de igreja. Aborrecimentos acontecerão em qualquer Comunidade cristã.
Avalie doutrinariamente a igreja que faz parte e a igreja que pretende ir. Lembre-se que igrejas saudáveis possuem um púlpito saudável.
A igreja que faz parte possui um governo despótico ditadorial onde o pastor é o ungido do Senhor e não pode ser questionado em absolutamente nada?
De que forma a igreja que faz parte lida com o dinheiro?
O que você espera de uma igreja?
A pregação de todo Conselho de Deus, que lhe confronte ajudando-o a crescer como cristão, ou a ministração de mensagens temáticas que lhe satisfaçam os desejos de uma vida próspera e abençoada?
A igreja que você é membro prega “novas” revelações doutrinárias?
Se o motivo for razões doutrinárias, esses motivos são realmente importantes?
Você se sente tolhido e vítima de abuso espiritual?
Converse com seu pastor abertamente sobre o seu desejo e peça conselhos.
Ouça pessoas mais maduras e permita o benefício da dúvida.
Não seja precipitado.
Lembre-se que a precipitação pode levá-lo a experimentar consequências desagradabilissimas.

Pense nisso!

***

sábado, 15 de dezembro de 2012

10 RAZÕES PARA CELEBRAR O NATAL DE CRISTO

1. O glorioso Natal do Senhor Jesus foi mencionado pelos profetas do Antigo Testamento, como Isaías (7.14; 9.6), Miqueias (5.2). Por que ignoraríamos um evento tão importante, profetizado, centenas de anos antes de acontecer?

2. O Natal de Cristo trouxe alegria ao mundo, e não tristeza! "eis aqui vos trago novas de grande alegria" (Lc 2.10). E nós, que somos salvos e conhecemos o verdadeiro significado do Natal, devemos nos alegrar com a lembrança desse glorioso acontecimento!

3. A celebração do nascimento de Jesus é incentivada pelo Novo Testamento. Lucas 2.13,14, Os exércitos celestiais já havia celebrado o Natal. os pastores de Belém visitaram o Menino e voltaram "glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto" (Lc 2.20). Os astrólogos também o adoraram e lhe ofertaram dádivas (Mt 2.1-16).

4. O Natal do Glorioso Jesus deve ser lembrado pois houve um propósito em seu nascimento: "Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens!" (Lc 2.14). Ele veio ao mundo para trazer a paz (Jo 14.27) e o conhecimento da boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Rm 12.1,2).

5. O Natal de Cristo é a celebração da encarnação do Verbo de Deus, "como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade" (Jo 1.14). Se Ele não tivesse nascido, não teríamos o conhecimento do glorioso plano salvífico de Deus e estaríamos todos perdidos.

6. O Deus de toda a graça nos deu o seu Filho Unigênito (Jo 3.16), o qual, também por amor, morreu pelos nossos pecados (Rm 5.8). Diante desses fatos, não há necessidade de mandamento específico para celebrarmos o Natal de Cristo, pois a nossa maior motivação para fazer isso é o amor de Deus derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado (Rm 5.5).

7. Jesus veio ao mundo na "plenitude dos tempos", isto é, quando tudo estava preparado para uma propagação em massa do Evangelho (Gl 4.4). No século I, havia muitas estradas pavimentadas, conhecimentos amplos sobre navegação e uma língua falada em todo o Império Romano (o grego koiné). Além disso, o mundo estava em paz, imposta pelo imperador: a pax romana. Hoje, nós que temos melhores recursos tecnológicos do que os primeiros cristãos, não podemos deixar de anunciar que Cristo nasceu "para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos" (v.5), e salvar "o seu povo dos seus pecados" (Mt 1.21).

8. Todos os seus feitos devem ser celebrados pela Igreja, a começar pela sua encarnação (1 Tm 3.16). Já pensou se Cristo não tivesse nascido? Ele também não teria sido crucificado. E, se Ele não tivesse morrido sacrificialmente, também não teria ressuscitado (1 Co 15.3,4). Aproveitemos, pois, esse mês de dezembro, em que o mundo fala de Natal, sem conhecer o seu real sentido, para glorificarmos a Cristo, em público, por sua obra completa.

9. Celebrar o natal é confessar a Jesus diante dos homens. Sabemos que o espírito do Anticristo e o mistério da injustiça já operam no mundo (2 Ts 2.7). E, por isso, o movimento cristofóbico e anticristão cresce, não só nos países de maioria muçulmana. No Ocidente, homens desprovidos da graça do Senhor e de seu conhecimento estão querendo apagar o nome de Jesus da face da terra. E uma das maneiras de fazer isso é, sob a égide do Estado laico, proibir a celebração do Natal de Cristo. Sendo assim, o cristão que se preza não tem receio ou vergonha de celebrar o nascimento do Salvador em público, mediante cantatas, peças e mensagens pelas quais confessa que "Jesus Cristo veio em carne", ao contrário do espírito do Anticristo, que quer negar isso a todo custo (1 Jo 4.3).

10. O nascimento de Jesus é tão importante quanto a sua morte. A mensagem do Menino Jesus é tão importante, que no último livro da Bíblia (que prioriza as coisas futuras e a consumação de tudo) ela é mencionada: "E deu à luz um filho, um varão que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono" (Ap 12.5). É claro que essa passagem é simbólica, e a mãe do Menino, aqui, alude a Israel, e não a Maria. Entretanto, trata-se de mais uma referência à gloriosa encarnação do Verbo, que deve ser celebrada e proclamada por todos os cristãos da face da terra.

CELEBREMOS A CRISTO NO SEU NATAL!


Escrito por Ciro Sanchez Zibordi (nascido em São Paulo em 16 de março de 1970) é editor, escritor e articulista, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. É também pastor na Assembleia de Deus de Cordovil, na cidade do Rio de Janeiro-RJ. É pregador do evangelho, atendendo convites de todo o país para ministração da Palavra de Deus, principalmente, em Congressos de Jovens e em Escolas Bíblicas.
Eu já li um de seus livros e posso indicar a todos os leitores!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Evangélicos votam contra suas lideranças!

Não adiantou as inúmeras reuniões e eventos organizados por líderes religiosos para mostrar seus apoios aos candidatos a prefeitos nas principais cidades do país, o resultado do segundo turno colocou em xeque a força do evangélico no país, pois em quatro capitais que tiveram segundo turno os candidatos a prefeito apoiados por igrejas evangélicas perderam com uma quantidade significativa de votos.

Em São Paulo, a maior cidade brasileira, o candidato eleito, Fernando Haddad (PT), não era bem visto pela grande maioria dos líderes evangélicos. Não só por ser o ex-ministro da Educação que tentou distribuir o chamado “kit gay” para crianças, mas por pertencer ao Partido dos Trabalhadores, que já mostrou possuir interesses que vão de encontro com as convicções religiosas.

Grandes igrejas evangélicas da capital apoiaram o candidato do PSDB, José Serra, que foi vencido por quase um milhão de votos. Haddad teve 55,57% dos votos válidos, enquanto o tucano teve 44,43%. Quase dois milhões de paulistanos se abstiveram de votar.

Na capital amazônica a candidata Vanessa Grazziontin (PCdoB) tinha apoio de dois dos maiores ministérios de Manaus: Igreja Assembleia de Deus e Ministério Internacional da Restauração. Todavia as tentativas de eleger a candidata comunista foram vencidas por Artur Neto (PSDB) que teve 65,95% dos votos dos eleitores da cidade. Grazziontin teve apenas 34,05% dos votos válidos.

Em Curitiba a situação não foi diferente. O candidato Ratinho Junior (PSC) teve apoio massivo dos evangélicos, mas nas urnas o resultado foi outro, já que o filho do apresentador Ratinho teve apenas 39,35% dos votos válidos e seu concorrente, Gustavo Fruet (PDT), venceu com 60,65%.

Em Salvador a Igreja Universal do Reino de Deus deu total apoio ao candidato Nelson Pelegrino(PT), chegando a indicar para seus fiéis que o número 13 do partido seria o “número de Jesus”. No final o candidato indicado pelo bispos da IURD perdeu por menos de 100 mil votos para ACM Neto (DEM). As apurações ficaram em 53,51% para ACM Neto e 46,49% para Pelegrino.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

‘Eu não disse que onde não tem dinheiro tem corrupção’



O presidente da Câmara de Caruaru, Lícius (PCdoB), enfrenta a pior crise desde que assumiu a cadeira na Casa Jornalista José Carlos Florêncio. Por ser o gestor da Casa, enfrenta a opinião pública com a defesa de um projeto antipopular, que pretende reajustar aos salários no Executivo e Legislativo. As campanhas nas redes sociais de espalharam e só um grupo contrário ao reajuste já conta com mais de mil integrantes. Para tentar minimizar a crise, o comunista usou a página do facebook e explicou as declarações da última terça.

Ele disse que os salários propostos são necessários e garantiu que a comparação entre salários baixos e corrupção está sendo levada ao pé da letra. “A Câmara passa por um novo momento de moralização e independência e tem que ter melhores salários. ‘Eu não disse que onde não tem dinheiro tem corrupção’. É preciso compreender bem e da melhor forma”, postou no face.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Como a mulher cristã deve se vestir?

Em 1 Timóteo 2.9,10 (NVI), Paulo declarou:

Quero que as mulheres se vistam modestamente, com decência e discrição, não se adornando com tranças e com ouro, nem com pérolas ou com roupas caras, mas com boas obras, como convém a mulheres que declaram adorar a Deus.

Pedro disse algo semelhante:

A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e joias de ouro ou roupas finas. Ao contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus.

1 Pedro 3.3,4 (NVI).

Os apóstolos Paulo e Pedro não afirmaram que é pecado vestir-se bem e usar joias. Eles apenas enfatizaram que a verdadeira beleza da mulher cristã é a interior. O cerne do que Paulo e Pedro ensinaram é: as mulheres cristãs devem vestir-se com modéstia, moderação, decência, sobriedade, ou seja, com trajes decentes e honrados, evitando modismos indecentes que as desqualifiquem como servas de Deus. Elas devem evitar a ostentação, o exagero, a falta de compostura e a sensualidade. Esse é um princípio que transcende as culturas e o tempo, portanto permanece até os nossos dias.

O modo de vestir-se tem a ver com questões socioculturais, mas não é uma condição para a salvação. Logo, não pode ser considerada doutrina bíblica. Costumes não são doutrinas.

As mulher e os homem para os quais Moisés ensinou as regras na Torá vestiam-se com roupões, túnicas longas. O homem não usava terno, e a mulher não tinha vestidos como os que conhecemos hoje. A diferença da roupa do homem para a da mulher muitas vezes era apenas uma questão de tamanho, cor e ornamentos. (Atente para as vestimentas usadas no Oriente Médio ainda hoje.) Logo, hoje em dia, não são as calças compridas que caracterizam as vestes masculinas. Existem calças para homens, e calças bem femininas, para as mulheres.
Além disso, é provável que, sabendo que o Senhor preza as diferenças entre o feminino e o masculino e o relacionamento heterossexual, mas que certas religiões pagãs antigas apregoavam o uso de roupas “unissex” e o homossexualismo, Moisés, orientado por Deus, para combater tal influência cultural pecaminosa, tenha ordenado:

Não haverá trajo de homem na mulher, e não vestirá o homem veste de mulher; porque qualquer que faz isto abominação é ao SENHOR, teu Deus.

Deuteronômio 22.5

Contudo, ainda na atualidade, há líderes religiosos que, desconsiderando as questões culturais nos textos do Antigo e do Novo Testamento, proíbem às mulheres o uso de brincos, de maquiagem, da calças compridas.

Não estou condenando os pastores que são mais rígidos quanto aos costumes, apenas esclarecendo as diferentes interpretações de textos considerados básicos para a permissão ou a proibição de calças compridas, brincos e maquiagem.

Às cristãs que congregam em igrejas mais tradicionais, recomendo que, mesmo tendo esse entendimento, abram mão das calças compridas, do brinco, da maquiagem, se isso ameaçar a comunhão que têm com seus líderes espirituais e irmãos em Cristo e para não provocar escândalos à fé de alguém.

Se não estiverem dispostas a obedecer ao seu pastor por amor à Palavra e à sua igreja (Hebreus 13.17), devem mudar com a sua família para uma denominação que não imponha certos costumes como doutrina.
Por: Pr. Silas Malafaia

Vale salientar que uma seva de Deus, se vestirá de modo a não provocar escândalo na sua congregação ou em qualquer lugar por onde passar!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Alcoolismo e Hereditariedade

A questão da herdabilidade na dependência do álcool já foi objeto de estudo em diversas pesquisas. Análises realizadas com famílias encontraram evidências importantes sobre a interferência de fatores genéticos na transmissão da vulnerabilidade desse vício. Além dos genéticos, existem outros fatores que têm significativa influência no risco de desenvolvimento de um transtorno relacionado com o uso de álcool: idade, sexo, renda familiar, etnia, cultura, política do país em relação a consumo de bebidas e acesso a elas, ambiente familiar, entre outros.

Maior incidência no sexo masculino

De acordo com um artigo da Revista Brasileira de Psiquiatria, diversos estudos encontraram influências genéticas moderadas ou elevadas na dependência do álcool para o sexo masculino, com estimativas de herdabilidade que variaram de 40% a 60%. Para o sexo feminino, resultados mais controversos foram encontrados. Apesar de alguns estudos terem mostrado importante contribuição genética, esse achado não foi confirmado na pesquisa.

Gene do alcoolismo

Uma pesquisa publicada na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences analisou a associação entre o genoma de 26.316 indivíduos, provenientes de 12 populações de descendência européia, e o consumo individual de álcool (gramas por dia e peso corporal). A mesma análise foi replicada em outros 21.607 consumidores de bebida alcoólica. Resultados apontaram que o gene AUTS2 esteve significativamente associado ao consumo da substância. Essa pesquisa pode ser bastante relevante do ponto de vista da prevenção do vício, que pode ser mais focada nos indivíduos com predisposição genética ao alcoolismo, como filhos de dependentes.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

“A Ressurreição” Filme aguarda apoio espiritual da comunidade Cristã.

O produtor de Hollywood, David Wood, quer realizar “A Ressurreição”, um filme contando a história da ressurreição de Cristo e para isso pretende obter financiamento e "apoio espiritual" junto à comunidade cristã.

Wood quer aproveitar o sucesso do longa-metragem “A Paixão de Cristo”, de Mel Gibson, e contar as últimas 12 horas históricas da vida de Cristo, fazendo referência à sua ressurreição e aos 40 dias que se seguiram, enfatizando os fatos marcantes da fé cristã.

O produtor falou ao Christian Post que “A Ressurreição” será uma produção única em muitos aspectos, e, diferentemente da produção de Mel Gibson, terá uma mensagem mais positiva.

"O verdadeiro poder do cristianismo é o Jesus ressuscitado", afirmou Wood."Mesmo que todos nós saibamos que Cristo morreu na cruz por nossos pecados, o verdadeiro poder vem da ressurreição, e é nele que os cristãos esperam. Essa é uma história sobre amor e esperança”, define.

Wood, que tem uma carreira de 30 anos na indústria cinematográfica, disse que Deus o tem guiado a buscar apoio e fundos entre os crentes antes mesmo que o elenco seja contratado e até a equipe técnica, incluindo roteiristas.


“Deus tem nos mostrado a andar na contra-mão do que é feito em Hollywood. Normalmente, o primeiro passo é levantar o dinheiro e investidores. Você tem um script. Você contrata todo mundo para entrar em produção. Depois vem o som e edição e depois disso há a comercialização, lançamento nos cinemas e DVDs e assim por diante” , explica o experiente produtor.

Com este intuito, o produtor acabou de participar da K.E.Y.S. (Kingdom Economic Yearly Summit), uma conferência que contou com a participação de líderes cristãos e profissionais de maketing.

De acordo com o site do projeto, os cristãos que quiserem participar devem se tornar “produtores espirituais”. Este é descrito com uma pessoa que daria sua contribuição de no mínimo US$ 25, com o compromisso de orar pelo projeto, espalhar as idéias sobre o filme via redes sociais e fazer grandes investimentos no projeto para obter retorno financeiro. Eles também poderão participar da fase de elaboração do roteiro, e escolha do elenco.

Wood explicou que está tentando realmente fazer cada etapa do filme com a direção de Deus, o que acredita ser a maneira certa de fazê-lo. Ele pretende realizar o marketing e a comercialização da produção por cerca de dois anos e depois produzi-lo e lançá-lo. “É uma nova maneira de fazer cinema”, ressaltou o produtor.

De acordo com o produtor, o lançamento será simultâneo em todo o mundo, mas ainda não tem data marcada para acontecer.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

“Tenho medo da bancada dita evangélica”.

A repórter Mônica Iozzi, do programa CQC, na Band, foi entrevistada por Michel Blanco no programa “Dois Chopes”, do Yahoo!

Durante sua entrevista, a repórter falou sobre sua atuação como correspondente do programa em Brasília, carreira profissional e planos futuros.

Questionada a respeito de quem teria medo, entre os políticos entrevistados por ela, Mônica Iozzi respondeu: “Tenho medo da bancada dita evangélica”.

Iozzi questiona a função dos deputados que integram a bancada, pois para ela, as bandeiras levantadas pelos parlamentares evangélicos não justificam seus cargos: “Qual é a função de uma bancada evangélica? A única coisa que os caras falam é: ‘Nós lutamos pela família, pela moral, pelos bons costumes’”, indaga.

A repórter fez ainda uma análise social em relação ao assunto e se mostrou contrariada com os fatos detectados por ela mesma: “Esses setores representam grande parte da população [...] Se a bancada evangélica cresce tanto, é porque muita gente vota. Tem uma grande parte da população que comunga desses ideais e isso é assustador”.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Irã, EUA e ONU já se manifestaram enquanto o mundo observa de perto a situação

Foi amplamente divulgado pela mídia que Israel concordou em adiar qualquer ataque contra o Irã até depois das eleições norte-americanas. Pouco mais de uma semana após a eleição, Israel iniciou o que chamou de “uma campanha de assassinatos dirigidos” contra líderes do Hamas.

As forças israelenses estão atacando e sendo atacadas pelos palestinos de Gaza pelo quinto dia consecutivo. O governo de Israel já anunciou que suas forças militares estão prontas para uma invasão por terra.

Segundo o site do jornal Haaretz, “Em 14 de novembro, o comandante militar do Hamas, Ahmed Jabari foi assassinado em um ataque de míssil israelense. Numa ironia amarga, poucas horas antes do ataque, o Hamas recebeu o projeto de proposta de um acordo de trégua permanente com Israel. Isso incluía mecanismos para a manutenção do cessar-fogo, no caso de um conflito entre Israel e as facções na Faixa de Gaza”.

O Ministro da Defesa de Israel, Ehud Barack, culpa a Palestina por ter cometido atos de agressão primeiro: “As provocações que sofremos e os foguetes lançados contra as colônias do sul de Israel nos obrigaram a tomar esta ação”.

Ao que parece, trata-se de uma operação de guerra planejada. O objetivo seria forçar os Estados Unidos e o Irã a se pronunciarem antes das eleições que ocorrerão em Israel daquia dois meses. Muitos comentaristas políticos acreditam que os ataques contra Gaza são uma manobra do primeiro-ministro israelita para vencer a reeleição. O jornal alemão Spiegel afirma que Netanyahu espera que a força ofensiva na Faixa de Gaza se converta em mais votos para seu partido, Likud.

Como era previsto, o presidente reeleito dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo que apoia totalmente o direito de Israel de se defender. Mas ele também pediu o fim dos ataques mútuos, para que o processo de paz pudesse avançar.

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou hoje que a guerra de Israel com os palestinos da Gaza é por sua sobrevivência e que o regime israelense sempre se pautou pela ocupação, pela guerra e pelo derramamento de sangue.

Segundo informou a agência oficial Irna, Ahmadinejad reuniu-se com o Gabinete do Governo do Irã e condenou oficialmente os “crimes contra a humanidade e de guerra” de Israel. Afirmou ainda saber que o Estado judeu “sonha em atacar também outros países da região”, em referência às ameaças de Tel Aviv de atacar o Irã visando parar seu programa nuclear.

Até hoje, a República Islâmica do Irã não reconhece o Estado de Israel e o considera seu maior inimigo, juntamente com os Estados Unidos. As autoridades de Teerã pediram nos últimos dias que diversas organizações internacionais intervenham para por um fim na ofensiva israelense.

Egito, Marrocos e outros países convocaram uma sessão de emergência do Conselho de Segurança da ONU. Foram reunidos às pressas os 15 membros do Conselho. O presidente do Conselho de Segurança, Hardeep Singh Puri, da Índia, disse que houve unanimidade e que todos concordam que é preciso fazer alguma coisa, mas não soube precisar o que será feito. O mesmo aconteceu antes em relação aos conflitos na Síria, sem resultado prático. O agravente é que, oficialmente, a Palestina não é um Estado independente, então não seria uma guerra entre duas nações, mas uma tentativa de Israel em acalmar as milícias que operam numa área ocupada dentro da nação judia.

Não está claro ainda se essa realmente é uma tentativa de Israel de arrastar o Irã para a guerra. É sabido, contudo, que o Irã apoia o Hamas. Provocando uma reação do Hamas na faixa de Gaza, poderia forçar uma reação do maior apoiador do grupo militar palestino, o Irã.
Por diversas vezes nos últimos meses, tanto Ahmadinejad como o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, qualificaram Israel de “tumor cancerígeno” que deve ser “extirpado”. Mas até agora não há evidências de que o governo iraniano tomará nenhuma iniciativa para defender os palestinos. Oficialmente, já morreram 69 palestinos e 3 israelenses. Com informações Huffington Post, There Al News e Agências.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Balanço sobre as eleições 2012; Pr. Silas Malafaia

Quero tecer alguns comentários que julgo importantes para analisarmos nestas eleições, o voto e o posicionamento dos evangélicos.

1- Mais uma vez fica provado que grande parte da imprensa quer nos alijar do processo eleitoral. Este é um joguinho medíocre e retrógrado de tentar nos alienar do processo social, dizendo que misturamos religião com política. É a coisa mais baixa e medíocre do jornalismo tendencioso. “Não adianta chorar”, nós vamos influenciar o processo político brasileiro, mesmo que os ímpios não gostem ou que evangélicos tenham preconceito. Fazemos isto porque estamos no Estado Democrático de Direito e somos cidadãos livres para expressar opiniões e votarmos em quem quisermos.

2- Depois desta eleição acredito que muitos líderes evangélicos vão ter cuidado ao manifestar sua opinião sobre questões políticas, não envolvendo o nome da igreja e sim suas convicções.

3- A partir desta eleição, os candidatos a cargos majoritários (prefeitos, governadores e presidentes) vão tomar muito cuidado ao fazerem leis para beneficiar o que os ativistas gays desejam, bem como materiais didáticos que vão contra os princípios da família tradicional.

4- Segundo o deputado ativista gay Jean Wyllys, a eleição de representantes da comunidade gay foi uma vergonha. Juntando todos os candidatos declaradamente gays no Brasil, não chegaram a 150 mil votos. Se eu não estiver enganado, só elegeram 1 vereador.

5- O povo evangélico no Brasil não se impressione porque em São Paulo foi eleito um candidato a prefeito, o Sr. Fernando Haddad, sendo tremendamente bombardeado principalmente por mim, por suas posturas que vão contra nossos princípios, porque o número de prefeitos eleitos neste país, decididamente com os votos evangélicos, desculpe-me a expressão popular: “arrebentou a boca do balão”. Fora isto, foram eleitos milhares de vereadores evangélicos, dezenas e dezenas de prefeitos evangélicos, sem contar o número gigante de candidatos evangélicos a vice-prefeito, foi um verdadeiro show! Vamos ver se a imprensa vai fazer um levantamento para confirmar o que estou falando.

6- Por bondade, graça e misericórdia de Deus, apoiamos 18 candidatos a vereador (segundo especialistas, a eleição política mais difícil é a de vereador), 16 foram eleitos, incluindo, entre eles, o irmão Alexandre Isquierdo, membro de nossa igreja, oitavo vereador mais votado no Rio de Janeiro. Ajudamos diretamente, com nosso apoio, 25 candidatos a prefeito: 18 venceram e 7 foram derrotados.

7- Não encaro eleição como um jogo de futebol, que alguém ganha ou perde, encaro sim como uma oportunidade de manifestar os princípios, crenças e valores que temos para fazer a diferença na sociedade. Por isso, a maior prova de que esta minha posição é correta, que mesmo eu apoiando candidatos que perdem a eleição, sou o líder evangélico mais requisitado e mais questionado pela imprensa. Tributo isto a Deus, mas é uma pergunta que eu faço para os que criticam a minha atuação: onde estãos os líderes que apoiaram quem venceu? Qual é o jornal que os citam? São chamados para dar entrevista aonde? São questionados por seus princípios quando?

Povo de Deus, vamos abrir os olhos, não vamos ser medíocres. Estamos aqui nesta terra para fazer a diferença em todos os níveis e setores da sociedade. Não vou me calar! Sempre me posicionarei! Nunca me calei diante dos desafios daqueles que querem nos calar ou minar a nossa fé. Pela graça e bondade de Deus, tenho enfrentado toda essa gente, sendo muitas vezes ameaçado, caluniado, difamado, processado, mas eles não vão me calar PORQUE MAIOR É O QUE ESTÁ CONOSCO DO QUE OS QUE ESTÃO COM ELES. SE NÓS NOS CALARMOS, OS DEPRAVADOS, ATEUS, HUMANISTAS, E ETC, VÃO DITAR AS NORMAS PARA A SOCIEDADE.

DEUS NÃO ME LEVANTOU PARA EU ME ESCONDER, MAS PARA ME POSICIONAR.

PS: Em tempo, quero dar os parabéns ao nosso irmão em cristo, Neilton Mulin, que foi eleito prefeito do segundo maior colégio eleitoral do Estado do Rio de Janeiro, que é a cidade de São Gonçalo, usando todo dia, desde o primeiro turno, no seu horário eleitoral, uma fala nossa.

Estavam contra ele: o governador do Estado, Sérgio Cabral, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, a presidente Dilma Rousseff, os senadores Lindbergh Farias e Marcelo Crivella, inclusive meu irmão, o deputado Samuel Malafaia, que não quis seguir minha orientação. Todos eles apareceram no programa eleitoral do candidato derrotado.

Parabéns, Mulin! A Deus seja a glória!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

NÃO TE IRRITES




1. NÃO TE IRRITES porque não te ouviram quando falaste.
2. NÃO TE IRRITES porque não creram quando pregaste.
3. NÃO TE IRRITES porque não te responderam, quando perguntaste.
4. NÃO TE IRRITES porque não corresponderam, quando amaste.
5. NÃO TE IRRITES porque te massacraram quando erraste.
6. NÃO TE IRRITES porque não te aplaudiram quando acertaste.
7. NÃO TE IRRITES porque te desprezaram quando cansaste.
8. NÃO TE IRRITES porque não te ajudaram quando a cruz levaste.
9. NÃO TE IRRITES porque não te deram um lenço quando choraste,
10. NÃO TE IRRITES porque assim aconteceu com Jesus Cristo, nosso Mestre, nosso Exemplo e nossa eternal inspiração. Com a diferença que Jesus jamais errou. ALELUIA.

Fonte: Pr. Geziel Gomes

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

“EU SOU”


     Jesus, que também era hebreu, utilizou para si o mesmo verbo com o qual Deus se manifestou em Ex 3,13-14. É importante analisar esta expressão no Evangelho de João. O evangelista conhece a fundo o AT, conhece a cultura e a religião hebraica. Por isso, neste Evangelho, é interessante ver como o verbo “ser” é muito freqüente. E nos interessa muito que em João por três vezes (número da unidade) Jesus utiliza para si a expressão “EU SOU” sem que tenha algum complemento (Jo 8,24.28; 8,58; 13,19).
     Outra constatação importante é que quando Jesus usa o complemento ao verbo, o faz por sete vezes. Ou seja por sete vezes (o número perfeito) Jesus diz o que Ele é! 


1) Eu sou o Pão da Vida (6,36.41.48.51);

2) Eu sou a Luz do mundo (8,12; 9,5);

3) Eu sou a Porta (Jo 10,7.9.11.14);

4) Eu sou o Bom Pastor (Jo 10,11.14);

5) Eu sou a Ressurreição e a Vida (Jo 11,25);

6) Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14,6);

7) Eu sou a Videira Verdadeira (15,1.5).

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

HERANÇA PROTESTANTE


No dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero fixou nas portas da Igreja de Wittenberg, na Alemanha, as 95 teses contra a venda de indulgências. A data marca o início da Reforma Protestante e de um novo momento na história da humanidade.
“Nenhum aspecto da vida humana ficou intacto, pois abrangeu transformações políticas, econômicas, religiosas, morais, filosóficas, literárias e nas instituições. Foi, de fato, uma revolta e uma reconstrução do norte”, afirma o escritor Eby Frederick.

Na educação, os impactos foram determinantes. Na Idade Média, a igreja era a única responsável pela organização e manutenção da educação escolar. A partir do século 16, surgiram as nações-estados, que se opuseram ao poderio universal do papa e formou-se a classe média.

O historiador e professor da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista, Rev. José Carlos de Souza, explica que o comércio, a atividade pública e as próprias igrejas, entre muitos outros setores, possuíam demandas que requeriam cuidadoso preparo. Toda mudança social traz novos desafios.

“Certamente, por essa razão, Lutero sentiu-se impelido para falar e se pronunciou de modo enfático sobre a necessidade das autoridades civis investirem na educação”, avalia o professor.

Neste contexto, os movimentos da Renascença e da Reforma são precursores de profundas mudanças na concepção de ensino. “A educação começa a visar de modo claro e definido à formação integral do homem, o seu desenvolvimento intelectual, moral e físico”, conta o professor Ruy Afonso da Costa Nunes.

Cidadania - Martinho Lutero também estimula a criação de escolas para toda a população. Houve forte ênfase ao ensino para suprir as demandas da recém chegada sociedade moderna, com dimensões geográficas, políticas, econômicas, intelectuais e religiosas em transformação.

A contribuição da Reforma no contexto educacional é tamanha que, de acordo com o educador espanhol Lorenzo Luzuriaga, a educação pública teve origem nesta época. O movimento já estimulava a educação pública, universal e gratuita, para quem não poderia custeá-la.

“A educação pública, isto é, a educação criada, organizada e mantida pelas autoridades oficiais – municípios, províncias, estados – começa com o movimento da Reforma religiosa”, afirma Luzuriaga.

Em Aos conselhos de todas as cidades da Alemanha, para que criem e mantenham escolas cristãs, publicado em 1524, Martinho Lutero desafia a sociedade a promover uma educação integral. “Lutero queria todos os cidadãos bem preparados, para todas as tarefas na sociedade. Propôs uma escola cristã que visasse não uma abstração intelectual, mas a uma educação voltada para o dia-a-dia da vida”, explica o professor Alvori Ahlert.

O pastor luterano Walter Altmann comenta a referência de Lutero para o desenvolvimento da educação. “Rompeu com o ensino repressivo, introduzindo o lúdico na aprendizagem. Amarrou o estudo das disciplinas a um aprendizado prático. Também lutou por boas bibliotecas, dentro de sua ótica cristocêntrica”, revela Altmann no livro Lutero e a Libertação.

“Pela graça de Deus, está tudo preparado para que as crianças possam estudar línguas, outras disciplinas e história, com prazer e brincando. As escolas já não são mais o inferno e o purgatório de nosso tempo, quando éramos torturados com declinações e conjugações. Não aprendemos simplesmente nada por causa de tantas palmadas, medo, pavor e sofrimento”, escreveu Martinho Lutero.
A aprendizagem construiria cidadãos capacitados, honestos e responsáveis. Era exatamente esta a necessidade do novo modelo de sociedade que surgia na época. De acordo com o pesquisador Evaldo Luis Pauly a rápida divulgação de ideias e concepções por meio da imprensa descoberta por Gutemberg, também contribuiu para que as iniciativas de estímulo educacional crescessem.

Universidades - As mudanças e ênfases da Reforma estimularam o surgimento das instituições de ensino. “A história das universidades nos estados alemães durante os séculos 16 e 17 foi determinada pelo progresso da religião e é quase idêntica a do desenvolvimento da teologia protestante”, declara Paul Monroe no livro História da Educação.
Nestor Beck diz que a universidade de Wittenberg atraiu um número crescente de novos alunos, pela fama que passou a ter, entre os anos de 1517 a 1520. A Reforma Protestante deixou a concepção de que a ignorância é o grande mal para a verdadeira religião, por isso, superá-la é uma responsabilidade de todos. “O melhor e mais rico progresso para uma cidade é quando possui muitos homens bem instruídos, muitos cidadãos ajuizados”, dizia Martinho Lutero.

Expansão - O pensamento e o movimento protestante logo expandiram. A América do Norte, por exemplo, contou com a colonização de vários grupos protestantes, na chamada segunda reforma. O antropólogo e escritor Darcy Ribeiro afirma, no livro Universidade Necessária, que nos Estados Unidos o ensino superior “cresceu mais livre, democrático e fecundo”.

As igrejas cristãs prevalecem no cenário educacional norte-americano no século 17 e início do 18. O professor Almiro Schulz explica que após a independência dos Estados Unidos em 1776 e a separação entre igreja e estado, houve uma ênfase ao ensino superior público, secularizado e sob controle do estado.

“A igreja reagiu por meio da educação. As confissões, principalmente presbiteriana, batista, congregacional, metodista se lançaram no ensino superior”, conta o professor Almiro Schulz.

De acordo com o pastor e professor metodista José do Nascimento a participação metodista na educação se deu, de maneira consciente, a partir de 1820, devido a alteração da legislação da Conferência Geral, que permitiu aos bispos nomear clérigos metodistas para a direção de instituições de ensino. No início, a ênfase do ensino metodista era rural, mas se voltou mais tarde para o ensino superior.

sábado, 27 de outubro de 2012

QUEM CONHECE O FOGO NÃO PODE SUPORTAR A FUMAÇA!

Os verdadeiros pentecostais já vivenciaram a alegria santa e sabem muito bem quando é inspirada pelo Espírito Santo. Os carismáticos são totalmente abertos a qualquer “invencionice” ou modismo vindo de qualquer espetáculo humano de entretenimento. Sem se importar com a profanação do local de culto. Aderem a toda a carnalidade deixando a sã doutrina e a verdadeira atuação do poder de Deus pelo poder ilusório do “circo” implantado nos grandes salões. Quem é nascido do Espírito e mergulhado no fogo, sabe perfeitamente quando o Espírito Santo está sendo imitado. Os carismáticos jamais experimentaram um avivamento verdadeiro. Quem conhece o fogo, não pode suportar a fumaça!
Adaptação do trecho do livro: Pentecostais ou Carismáticos? Bill Burkett (CPAD)

Igo Gutemberg

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Cultura e Religião e Evangelho

Cultura e religião são como irmãs siamesas, estão sempre intimamente ligadas, pois o cerne de cada cultura é alguma forma de religião. Como a religião é um conjunto de crenças e valores, a cultura funciona de algum modo como vetor de expressão e visibilidade da religião na sociedade. 

Uma vez que o ser humano foi criado por Deus, as culturas ainda guardam, em parte, beleza e bondade, pois a graça de Deus ainda opera no mundo. Porém, todas as culturas – crenças, usos e costumes – foram maculadas pela Queda e estão influenciadas pelo pecado. Além disso, grande parte das culturas sofrem da influência das animalidades do caráter humano e da malignidade de variadas inspirações demoníacas. 

No cerne de toda cultura há também um forte elemento de egocentrismo, da auto-adoração do homem, a despeito de sua busca incessante pelo sagrado, pois nenhuma cultura é perfeita em verdade, bondade e beleza. Assim, pois, a influência da cultura na religião gera alguns riscos espirituais, principalmente o de se confundir tradição com revelação de Deus. Na verdade, muitas das práticas religiosas oriundas de tradições conhecidas não condizem de modo algum com o evangelho de Cristo.

Jesus várias vezes enfrentou a ira dos religiosos de seu tempo quanto a essa questão. Numa ocasião, os líderes pressionavam os discípulos para que cumprissem a tradição dos anciãos a qualquer custo. Jesus, porém, os responsabilizou de negligenciarem e transgredirem o mandamento de Deus, quando então invalidavam as Escrituras por causa da sua tradição (Mt 15.3).

Esse exemplo é uma clara ilustração de que nem sempre a tradição, por mais rica que seja, culturalmente falando, ou de quanta beleza estética esteja adornada, ou mesmo de quão espiritual possa parecer, sim, nem sempre ela estará de acordo com o evangelho de Jesus Cristo.

A igreja, por ser uma comunidade histórica, tem uma rica herança cultural e teológica, à qual não deve jamais negligenciar, sob pena de correr o risco de tornar-se espiritualmente empobrecida. No entanto, exatamente por ser igreja, ou corpo de Cristo, não deve receber essa mesma tradição de um modo acrítico, mas, sobretudo, submetê-la a um rigoroso teste à luz das mesmas Sagradas Escrituras que prega, sob cuja autoridade deve viver.

Em outras palavras, se a tradição, mesmo travestida de ricos adornos culturais, não estiver de acordo com o que diz a Palavra de Deus, deve ser questionada. Por exemplo, se a tradição coloca outra pessoa no lugar devido unicamente a Cristo, isso evidencia que ela está a ferir o princípio fundamental do evangelho, que é o Senhorio absoluto de Jesus Cristo sobre todas as coisas. Jesus disse: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra” (Mt 20.18). Isto torna explícito que o senhorio de Cristo e a sua autoridade sobre a sua igreja, em geral, e sobre a nossa vida, em particular, deve ser total, inequívoca e intransferível.

Quando um indivíduo se converte a Cristo, começa a fazer parte de seu corpo, que é a igreja. 
O significado essencial da conversão é uma completa mudança de lealdade, pois deixamos de lado os ídolos aos quais reverenciávamos e passamos a servir única e exclusivamente ao Senhor Jesus. Desse modo, a igreja não deve submissão a nenhum outro ser, como também não deve adorar a nenhum ídolo, sob nenhum pretexto, mesmo que este venha maquiado de verniz religioso ou teológico. E por quê? Porque só Jesus é digno “de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor”, conforme é plenamente reconhecido no Céu (Ap 5.12).

É bom sempre lembrar que não foi a tradição que nos deu a salvação, foi Jesus. A vida eterna foi dada por Jesus, não por anjos, ou santos, ou ídolos. Quando a tradição diz o contrário, que algum outro ser deve ser colocado no lugar de Deus; quando coloca outro mediador entre nós e Deus, então, essa mesma tradição elimina o conceito de Deus e subtrai a honra devida a Jesus, pois escrito está: “Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem” (1 Tm 2.5). 

Devemos, pois, estar atentos ao fato de que muitas vezes os valores culturais buscam substituir a fé pura e simples na Palavra de Deus. Essa sutileza que substitui valores espirituais por conceitos culturais é importante na proporção dos danos que causa. Se interfere no destino eterno de uma pessoa, distanciando-a de Deus aqui e para toda a eternidade, então deve ser levada em conta, reavaliada e descartada. Torna-se, portanto, necessário um novo processo de conversão, ou seja, uma mudança radical de rumo e de perspectiva.

A religião (religare) só é boa se nos religa a Deus. A cultura só é boa se não nos afasta de Deus. Acima destas está o evangelho, que “é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”.

Pr. Samuel Câmara - Assembleia de Deus - Igreja Mãe

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Posso ser comunista e evangélico?



No último domingo (21), o deputado federal Silas Câmara (PSD), irmão do pastor Samuel Câmara, durante um discurso de encerramento de encontro com lideranças evangélicas de Manaus, saiu em defesa da candidata a prefeitura ,Vanessa Grazziotin (PCdoB), afirmando que ela é evangélica da Assembleia de Deus. “Eu voto na Vanessa porque ela é uma mulher ‘assembleiana’ na Prefeitura“, diz o deputado.

Segundo o jornal a Critica, um pastor que estava na plateia ao lado da coluna do jornal comentou dizendo: “Desde quando ela aceitou Jesus?”.

Vanessa Grazziotin, que faz parte do partido comunista, tem recebido apoio da Assembleia de Deus e as bênçãos do apostolo Renê Terra Nova, que lidera o Ministério Internacional da Restauração (MIR).

Renê, durante uma reunião em setembro, disse que a igreja “é 100% Vanessa Grazziotin (PCdoB)”.

No entanto, o Pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, divulgou um vídeo no último dia 18 de outubro, no site Verdade Gospel, criticando os pastores que tem apoiado a comunista. “Crente votando em comunista? Essa não!”. Na gravação deixa claro que não apoia nenhuma candidatura comunista, “principalmente quando ele (o candidato) é um cabeça de chapa”.

Mesmo reconhecendo que a escolha do candidato na hora do voto é um direito do cidadão, Malafaia deixa claro que é contra de “evangélico votando em gente do partido comunista”, pois o Comunismo foi idealizado por Karl Marx, que prega o “ateísmo” e quer que a “religião seja extirpada”.

“Eu fico admirado de ver alguém votar em uma pessoa que é do Partido Comunista [...]. China, Coréia, Cuba e, há pouco tempo atrás, a União Soviética. Meu amigo, esses caras não toleram religião”, afirma, ressaltando que os candidatos da legenda são “gente cuja ideologia é diametralmente oposta aos nossos princípios. Pelo amor de Deus, os caras pregam que Deus não existe. Onde eles dominam, não existe liberdade religiosa”, opinou Malafaia.

Malafaia afirma que o comunismo tem uma ideologia assassina, que teve participação da morte de milhares de pessoas em conflitos no Vietnã, União Soviética e China e assegura que em uma oportunidade de votar em candidatos de partidos comunistas, o seguinte: “Não voto, não. Não voto. Um cara, candidato a prefeito, de partido comunista, não leva meu voto nem daqui mil anos”.

Para ele, em busca da vitória nas eleições, filiados aos partidos comunistas “assinam qualquer documento, se dizem a nosso favor. Mas vai ver o que eles defendem”.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Serra também é adepto do KIT gay.




O candidato a prefeito de São Paulo José Serra (PSDB) distribuiu para as escolas paulistas, em 2009, quando era governador, um material semelhante ao que o MEC (Ministério da Educação), na gestão de Fernando Haddad (PT), começava a elaborar para combater a homofobia nas escolas, segundo a Folha de S. Paulo.

O Guia do Governo de SP é assinado por Serra, pelo então vice-governador Alberto Goldman e pelo então secretário estadual de Educação, Paulo Renato Souza. Até um dos vídeos recomendados pelo kit tucano, "Boneca na Mochila", é igual ao que o Ministério estudava divulgar.

Destinado aos professores, o guia aconselha que eles mostrem aos alunos desenhos ou figuras de "duas garotas de mãos dadas, dois garotos de mãos dadas, uma garota e um garoto se beijando no rosto, dois homens se abraçando depois que um deles faz um gol e duas garotas se beijando". Logo depois, os professores deveriam perguntar aos alunos sobre as "sensações" que as imagens despertavam. E discutir com eles diversidade e homofobia.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Primeira plenária da câmara pós-pleito

Estive hoje acompanhando os trabalhos da câmara de vereadores que aconteceram no prédio da ACACCIL.
Foi a primeira atividade realizada após as eleições 2012, mas o clima ainda era de palanque por parte de alguns. Lamento a ausência de alguns dos "fiscais do povo" que devem estar de ressaca. O engraçado é que todo mundo voltou ao normal, menos eles né? Vale destacar o discurso centrado do Dr. Demostenes Veras, o discurso técnico de Leonardo Chaves, o discurso emocionado de Bruno Lambreta, o humilde de Ranilson, o discurso inflamado teatral do militante Zé Aílton, o discurso de oposição de Diogo Cantarelli e até agora não sei o que Edmilson do Salgado tentou falar, ou apenas quis gastar os 10 minutos aos quais tem direito. A imprensa estava lá, blogueiros estavam lá, ajudantes estavam lá, funcionários estavam lá, mas de povo mesmo, acho que só eu e um bêbado que chegou depois.
Resgatar a imagem da casa e reaproximá-la do povo a quem ela pertence! #FicaADica

terça-feira, 10 de julho de 2012

Ficha suja - em 9 fatos

1- O deputado federal José Augusto Maia (PTB) vai concorrer, “sub judice”, à prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe .

2- Teve suas contas rejeitadas pelo TCE do seu período de prefeito.

3- O parecer prévio do TCE foi confirmado pela Câmara Municipal, o que, em tese, ensejaria a inelegibilidade.

4- No entanto, conseguiu liminar na Justiça assegurando-lhes o direito de realizar as convenções.

5- Se o julgamento do mérito lhes for desfavorável, já tem sua carta-reserva.

6- A de José Augusto é o filho, Thallis Maia.

7- Isso porque a legislação dá direito aos partidos de, até o dia 8 de agosto, efetuar a troca do candidato.

8- José Augusto já foi prefeito duas vezes, e tem o caso da merenda sem explicações.

9- O petebista é visto pelo seu partido como a única arma eleitoral possível para derrotar o deputado Édson Vieira (PSDB), que tem o apoio do PSB.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Eleições em Caruaru mostra uma reviravolta

Se as eleições municipais em Caruaru fossem hoje, o prefeito José Queiroz (PDT) poderia não ser reeleito, de acordo com a pesquisa de intenção de voto, realizada pelo Instituto Exatta. A principal concorrente do pedetista, a ex-deputada estadual Miriam Lacerda (DEM), aparece em primeiro lugar. Segundo o levantamento, feito com 400 eleitores, entre os dias 9 e 11 deste mês, a democrata tem 43% da preferência dos caruaruenses, enquanto José Queiroz aparece com 31%, uma diferença de 12 pontos percentuais na pesquisa estimulada. No mesmo cenário, o vereador Diogo Cantarelli, nome cotado pelo PSDB, teria 6% dos votos. Já o pré-candidato do PSOL, Fábio José, foi lembrando por 1% dos entrevistados. O percentual de pessoas que não quiseram ou não souberam opinar somou 19%. 


O quadro atual é completamente diferente do resultado constatado na pesquisa realizada pelo mesmo instituto, em janeiro passado. À época, o prefeito tinha 35% das intenções, enquanto Miriam aparecia com 31%. No mesmo levantamento, Diogo Cantarelli tinha 3% e Fábio José não apareceu na pesquisa. Dos caruaruenses pesquisados, 13% não apontaram preferência e 6% não souberam dizer ou não votariam em nenhum dos pré-candidatos. Em ambas as sondagens, a margem de erro é de 4,9 pontos percentuais. 

Neste cenário, as áreas em que a democrata tem vantagem é nos bairros Boa Vista (45%) e Kennedy (40%). José Queiroz tem mais preferência nas comunidades de Indianópolis (43%) e Vassoural (34%). Neste último local, Miriam aparece empatada com o pedetista.

CENÁRIO 2 
A ex-deputada continua na vantagem quando é inserido o nome do secretário de Meio Ambiente do Recife, Marcelo Rodrigues (PV), na disputa majoritária em Caruaru - o nome de Diogo Canterelli não é colocado na lista. Neste cenário, a ex-deputada tem 45% das intenções de voto e José Queiroz aparece com 34%. O representante do PSOL, Fábio José, foi lembrado por 1%, enquanto Marcelo Rodrigues não recebeu votação. O número de entrevistados que não quiseram ou não souberam responder foi de 21%.

Neste cenário, o nome de Miriam sai na frente também nos bairros de Boa Vista (45%) e Kennedy (43%). Em Vassoural, a democrata também é mais simpática aos eleitores (38%). José Queiroz sai na frente em Indianópolis e empata com Miriam no bairro Maurício de Nassau (41%). 

O prefeito José Queiroz só está na frente de Miriam Lacerda na pesquisa espontânea. Neste cenário, o pedetista foi lembrado por 20% dos eleitores entrevistados. A ex-deputada recebeu 18% das intenções. Em terceiro lugar, aparece o nome do ex-prefeito e deputado estadual Tony Gel (DEM), que é marido de Miriam. Ele tem a preferência de 4% dos sondados, enquanto o quarto colocado, o vereador Lício Cavalcanti (PCdoB), tem somente 1% dos eleitores. A maioria dos pesquisados (57%) não citou nenhum dos nomes.

sábado, 12 de maio de 2012

Novos investimentos em Caruaru

Senador Armando Monteiro parabeniza Caruaru pelos novos investimentos


As notícias da instalação de uma fábrica de caminhões e também da Nestlé em Caruaru consolidam uma nova fase da economia do município e do interior pernambucano. A constatação foi feita hoje pelo senador Armando Monteiro, em uma entrevista à Rádio Liberdade AM, de Caruaru.

“Eu quero saudar a conquista, tão importante para Pernambuco e para Caruaru, que é esta desconcentração dos investimentos industriais. Os grandes investimentos estavam só em Suape, na área litorânea. E, graças a uma ação indutora do Governo do Estado, das lideranças, nós começamos a ver estes grandes investimentos saindo do eixo de Suape e indo em direção ao interior, que é o que interessa”, afirmou.

Para Armando, o grande desafio agora é o de qualificar a mão de obra local. Ele lembra que o Governo do Estado, através da Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo, além de entidades como o SENAI, já têm realizado um esforço amplo neste sentido em Pernambuco.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Montadora Chinesa de caminhões em Caruaru


Fabricante de caminhões há 40 anos, amontadora chinesa Shacman anuncia hoje a instalação de uma fábrica que deverá ser construída no Distrito Industrial de Caruaru, no Agreste, onde representantes da Shacman estiveram em novembro do ano passado para vistoriar o terreno das futuras instalações da montadora e também conhecer detalhes sobre a infra-estrutura e a logística disponíveis na região.

A Shacman produz mais de 150 milveículos por ano para a China e outros 50 países, emprega cerca de 30 mil trabalhadores e tem controle ou participação em cerca de 38 subsidiárias, entre fábricas de caminhões, ônibus, eixos e motores. A primeira remessa de caminhõesda Shacman chegou ao Brasil através do Porto do Recife, local em que amontadora vai montar um Centro de Distribuição com capacidade para armazenar até 250 veículos ao mesmo tempo, para atender uma rede inicial de 16 concessionárias nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul do país.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

TRE Loado em Caruaru

Quarta-feira (9) é o último dia realização do recadastramento biométrico. Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, muita gente foi resolver as pendências eleitorais.

Durante a manhã desta quarta-feira no Tribunal Regional Eleitoral em Caruaru estava imensa e chegou a dar voltas no quarteirão. Caruaru conta atualmente com 196.398 eleitores, mas cerca de 10 mil pessoas ainda faltam se recadastrar.

Quem deixar de realizar o recadastramento não poderá votar, fica proibida de assumir qualquer cargo de concurso público, não consegue obter financiamento do Governo Federal, entre outras restrições.

E quem ainda não realizou o recadastramento biométrico deve se dirigir ao TER onde os atendimentos estão sendo feitos até às 18h.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Recadastramento eleitoral termina na próxima quarta-feira


O prazo para o recadastramento biométrico encerra no dia 9 de maio. Quem não comparecer ao TRE terá o título cancelado e não vota nas eleições


Este ano serão realizadas as eleições municipais no dia 7 de outubro, onde os caruaruenses irão escolher o prefeito, vice-prefeito e 23 novos vereadores. Para estar quite com a Justiça Eleitoral, os eleitores têm até a próxima quarta-feira (9) para se inscreverem ou transferirem o título de eleitor de um domicílio para outro. O cartório realizou um plantão tranquilo no feriado do dia 1º de maio e vai abrir neste fim de semana, com atendimento das 8h às 12h. Na quarta-feira (9), último dia do recadastramento, o horário é até as 18h.

Para transferir o título ou fazer o recadastramento, são necessários apenas os documentos de identidade e o comprovante de residência recente, os dois originais. Os homens que completaram 18 anos até o ano passado terão que apresentar a carteira de reservista ou o Certificado de Alistamento Militar. A solicitação de segunda via poderá ser feita até o dia 27 de setembro.

Pode votar qualquer brasileiro acima de 16 anos, mas a partir dos 18 o voto é obrigatório. Já o menor de 16 anos que quiser tirar o título terá que comparecer ao cartório. "A demanda maior é para tirar a primeira via. Há muita gente jovem tirando, inclusive de 15 anos e que completam 16 anos até o dia da eleição", afirma Roseny Albuquerque, uma das coordenadoras do Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os eleitores que não votarem no primeiro turno tem até 60 dias para justificar a ausência. Vale ressaltar que a multa para o eleitor que não compareceu às urnas na última eleição e não votou ou não justificou a ausência será de R$ 3,50.

Em Caruaru, o recadastramento está sendo realizado de forma tranquila. Uma média de 400 pessoas estão sendo atendidas nos últimos dias e, de acordo com a central de informações do TRE, mais de 180 mil eleitores já passaram pelo processo de recadastramento biométrico. O vereador José Aílton (PDT) tem se esforçado em levar alguns eleitores da zona rural para fazer o recadastramento. "Boa parte da população que mora mais distante já fez, mas aquelas pessoas que ainda não fizeram e precisam de ajuda no transporte, estamos colaborando", disse o parlamentar.

O também vereador Edmílson do Salgado (PCdoB) tem dividido as tarefas de empresário e de motorista para alguns eleitores do bairro do Salgado e da zona rural. "Atualmente o movimento diminuiu muito, mas ainda tem gente que deixa tudo para última hora. No Brasil é assim mesmo", disse Edmílson. Ele informou ainda que a solicitação de eleitores para fazer o recadastramento já foi bem maior. "Tinha dia que nós levávamos cerca de 50 pessoas, mas atualmente esse número caiu de forma considerável."

A telefonista Priscila Suane fez o recadastramento na última quarta-feira. Segundo ela, o atendimento foi rápido. Passei cerca de dez minutos na fila e depois mais 15 no atendimento. Em menos de meia hora já deixei o Tribunal Eleitoral com o novo título", disse a telefonista.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Caruaru seleciona médicos

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou, nesta terça-feira (17/04), edital de seleção pública simplificada para a contratação temporária de 14 médicos obstetras e 06 médicos neonatologistas para o Hospital Jesus Nazareno, localizado no município de Caruaru. As inscrições podem ser realizadas no período de 18 a 27 de abril, via Sedex endereçado à sede da SES, na Rua Dona Maria Augusta Nogueira, 519 – Bongi, Recife, CEP-50.751-530, ou de forma presencial nos locais e horários informados no edital, que está disponível no site www.saude.pe.gov.br.

Para participar da seleção, os profissionais interessados devem ter diploma ou declaração de conclusão do curso de Medicina, emitida por instituição reconhecida pelo MEC; carteira do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco e/ou declaração de inscrição; e comprovação de experiência mínima de 06 (seis) meses na área para a qual concorre, Obstetrícia ou Neonatologia.

Com salário base de R$ 5,5 mil, já incluída a gratificação de plantão, os profissionais selecionados terão jornada de trabalho em regime de plantão, sendo um de 24 horas semanais ou dois de 12 horas semanais. O contrato terá duração de 24 meses, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

A seleção será realizada em uma única etapa, que contará da avaliação curricular e terá caráter classificatório e eliminatório. Para mais informações sobre o processo de seleção, os interessados podem ligar para o telefone 3184.0018.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

João Lyra critica a gestão de José Queiroz!

Vice-governador afirma que gestão de Zé tem problemas
O vice-governador João Lyra Neto (PDT) voltou a criticar a gestão do prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), em debate na Rádio Jornal. 'Ele não conseguiu repetir o êxito das administrações anteriores. Não dá para dizer que ele vai bem, que não vai', afirmou.



Quanto ao apoio do governador Eduardo Campos, que Queiroz julga que fará a diferença em Caruaru, Lyra citou estudos que dizem que na renovação de um mandato o que mais pesa é a aprovação da gestão. 'Apoio são importantes, mas a grande arma é a aprovação', enfatizou, segundo o blog do jornal Vanguarda. 

Ele disse ainda que por diversas vezes tentou conversar com o prefeito, mas não teve êxito. 'Tentei com secretários, vereadores, mas ele dizia que não era hora', contou. O vice-governador também criticou o modelo de gestão de Caruaru, que precisa ser mais moderno.

João Lyra Neto revelou que vem conversando com diversas lideranças e partidos que compõem a Frente Popular e que a falta de diálogo é um dos fatores prejudiciais para o atual prefeito.

'Existe um distanciamento das entidades com a gestão. Estou conversando com muitos partidos. O PCdoB e o PT já me disseram que ainda não estão fechados com José Queiroz', antecipou.

João Lyra revelou, que conversou, inclusive, com Diogo Cantarelli e percebeu que a tendência é realmente uma candidatura própria do PSDB para a Prefeitura de Caruaru.