Recadastramento eleitoral termina na próxima quarta-feira


O prazo para o recadastramento biométrico encerra no dia 9 de maio. Quem não comparecer ao TRE terá o título cancelado e não vota nas eleições


Este ano serão realizadas as eleições municipais no dia 7 de outubro, onde os caruaruenses irão escolher o prefeito, vice-prefeito e 23 novos vereadores. Para estar quite com a Justiça Eleitoral, os eleitores têm até a próxima quarta-feira (9) para se inscreverem ou transferirem o título de eleitor de um domicílio para outro. O cartório realizou um plantão tranquilo no feriado do dia 1º de maio e vai abrir neste fim de semana, com atendimento das 8h às 12h. Na quarta-feira (9), último dia do recadastramento, o horário é até as 18h.

Para transferir o título ou fazer o recadastramento, são necessários apenas os documentos de identidade e o comprovante de residência recente, os dois originais. Os homens que completaram 18 anos até o ano passado terão que apresentar a carteira de reservista ou o Certificado de Alistamento Militar. A solicitação de segunda via poderá ser feita até o dia 27 de setembro.

Pode votar qualquer brasileiro acima de 16 anos, mas a partir dos 18 o voto é obrigatório. Já o menor de 16 anos que quiser tirar o título terá que comparecer ao cartório. "A demanda maior é para tirar a primeira via. Há muita gente jovem tirando, inclusive de 15 anos e que completam 16 anos até o dia da eleição", afirma Roseny Albuquerque, uma das coordenadoras do Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os eleitores que não votarem no primeiro turno tem até 60 dias para justificar a ausência. Vale ressaltar que a multa para o eleitor que não compareceu às urnas na última eleição e não votou ou não justificou a ausência será de R$ 3,50.

Em Caruaru, o recadastramento está sendo realizado de forma tranquila. Uma média de 400 pessoas estão sendo atendidas nos últimos dias e, de acordo com a central de informações do TRE, mais de 180 mil eleitores já passaram pelo processo de recadastramento biométrico. O vereador José Aílton (PDT) tem se esforçado em levar alguns eleitores da zona rural para fazer o recadastramento. "Boa parte da população que mora mais distante já fez, mas aquelas pessoas que ainda não fizeram e precisam de ajuda no transporte, estamos colaborando", disse o parlamentar.

O também vereador Edmílson do Salgado (PCdoB) tem dividido as tarefas de empresário e de motorista para alguns eleitores do bairro do Salgado e da zona rural. "Atualmente o movimento diminuiu muito, mas ainda tem gente que deixa tudo para última hora. No Brasil é assim mesmo", disse Edmílson. Ele informou ainda que a solicitação de eleitores para fazer o recadastramento já foi bem maior. "Tinha dia que nós levávamos cerca de 50 pessoas, mas atualmente esse número caiu de forma considerável."

A telefonista Priscila Suane fez o recadastramento na última quarta-feira. Segundo ela, o atendimento foi rápido. Passei cerca de dez minutos na fila e depois mais 15 no atendimento. Em menos de meia hora já deixei o Tribunal Eleitoral com o novo título", disse a telefonista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bragger - A doença das redes sociais.

O Mundo está em chamas, e o Brasil está doente! ”

Perdas E Ganhos