Após casamento gay ser reconhecido pela justiça, Senador Marcelo Crivella diz que o judiciário faz ativismo homossexual


O Senador e Bispo Marcelo Crivella criticou em discurso no plenário do Senado a decisão tomada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) de reconhecer o casamento civil homossexual.

A ação julgada pelo STJ foi movida por duas mulheres gaúchas que queriam o direito de se casarem em um cartório. Crivella lamentou a decisão, definindo a atitude tomada pelos ministros do STJ como “ativismo judiciário” e afirmou que o assunto é preocupante.

“Esse ativismo judiciário faz bem ao Brasil?” Com essa pergunta, o Senador mencionou ainda que o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia definido a união estável entre pessoas do mesmo sexo, mas sem reconhecer o casamento civil, e cobrou do STJ que respeitasse os limites impostos pela decisão anterior.

Crivella também manifestou temor, pois segundo ele, juízes e promotores estudam e trabalham para olhar para trás, baseando-se em decisões anteriores, enquanto que os políticos precisam sempre pensar no futuro, pois é prerrogativa do mandato: “Até mesmo pensando na próxima eleição”, afirmou.

Fonte: Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bragger - A doença das redes sociais.

O Mundo está em chamas, e o Brasil está doente! ”

Perdas E Ganhos