quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Marina tenta conseguir mais assinaturas pela net para fundar novo partido



De hoje até sábado, a intenção dos apoiadores de Marina Silva pretendem reforçar nas redes sociais a campanha para conseguir o número mínimo de assinaturas. São cerca de 480 mil. A lei de funcionamento dos partidos políticos diz que, para a criação de uma nova legenda, é preciso conseguir pelo menos o apoio de 0,5% dos votos válidos dados na última eleição para a Câmara.

A intenção é usar a mobilização virtual também para estruturar o manifesto do novo partido, do programa partidário e do estatuto. Além disso, será pelas redes sociais que o nome da agremiação será decidida. Entre as possibilidades, está o Rede. A ideia de Marina é evitar o “profissionalismo” das atuais siglas e dar um peso maior para a participação da sociedade. “Queremos voltar um pouco ao tempo que um partido é um conjunto de ideias e não conjunto de interesses”, afirmou.

Até o momento, Marina Silva, ex-senadora, ex-ministra do Meio Ambiente e candidata à presidência da República em 2010 com 20 milhões de votos, é a maior estrela do partido. Entretanto, a ideia é ter uma estrutura mais horizontal e com maior igualdade de gênero do que as legendas atuais possuem. “É um partido para trabalhar a questão da ética e da sustentabilidade. Um envolvimento doutrinário que é possível reformar a política”, completou.

Fonte: Blog do Mário Flávio

Um comentário: