Dizem que os evangélicos misturam política com religião.

Dizem que os evangélicos misturam política com religião. Isso é verdadeiro, em alguns casos, assim como é verdade que existem candidatos que misturam ativismo LGBT com política, feminismo com política, etc. Mas veja que interessante: a presidenciável Marina Silva nada falou de sua fé, exceto quando lhe faziam perguntas sobre o assunto, e, mesmo assim, alguns "formadores de opinião" diminuíram a candidata em razão de ela ser evangélica. Nos debates, uma "coerente" presidenciável — a estalinista que usa um Macbook Air para escrever seus textos contra o capitalismo opressor — atacou Marina por causa de sua fé. Já no pleito para o governo do Rio de Janeiro, o candidato Pezão não se cansa de atacar Crivella por causa de sua fé, apesar de este nada falar sobre religião. Além disso, vejo em jornais gracejos maldosos alusivos à fé do candidato cristão. Como se vê, há políticos e "formadores de opinião" que não têm moral nenhuma para tachar pessoas homofóbicas e fundamentalistas, visto que eles são evangelicofóbicos e igualmente fundamentalistas. ‪#‎ProntoFalei‬ (por: Ciro Sanches Zibordi).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bragger - A doença das redes sociais.

O Mundo está em chamas, e o Brasil está doente! ”

Perdas E Ganhos