O que tens nas mãos?

Quando jogaram aquela mulher diante de Jesus, seus acusadores portavam pedras de todos os tamanhos, pontiagudas, pesadas... Os olhos dos acusadores estavam fitos nela, sedentos por vitimar alguém com toda a ira por algo que ela, de fato, cometeu. Sim eles tinham razão, estavam do lado da lei, afinal, alei precisava ser cumprida. Na mesma cena o Nazareno escrevendo no chão, sem fitá-los nos olhos mas sim em cada coração, corações tão impuros quanto o da acusada, tão sobrecarregados quanto o da adúltera. Eles buscavam no castigo dela o alento para seus fardos. O Mestre faz com que eles percebam a sua condição.
Só Jesus pode fazer com que o homem olhe para si.
O Homem diante Jesus reconhece sua condição humana, falível, defeituosa desleal e suja. Mas aquele que não tem a Cristo busca no próximo um motivo pra descarregar a sua ira, sua culpa, seu pecado.
Cristo Jesus não acusou aquela mulher, e só Ele podia acusá-la, mas não o fez. As pedras aos poucos caíram, os acusadores sumiram e só restou a "GRAÇA".

O que tens nas mãos?
Graça: quem tem compartilha, quem não tem sai de fininho!
Ref.: João 8

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bragger - A doença das redes sociais.

Perdas E Ganhos